Buscar
  • Equipe Contramarco

FECHADURA DIGITAL: CONHEÇA OS PRINCIPAIS MODELOS, MODO DE FUNCIONAMENTO E VANTAGENS


Foto: Bruno Moraes Arquitetura/Assessoria dc 33

Conhecida também como fechadura eletrônica, essa tecnologia veio para ficar em razão de sua segurança e praticidade no dia a dia. Apesar de já ser utilizada em muitos projetos, ainda tem muita gente que não conhece suas funcionalidades. Por isso, o arquiteto Bruno Moraes, responsável pelo escritório Bruno Moraes Arquitetura, apresenta quais são as principais características deste dispositivo. Confira!


Vantagens

São várias as vantagens de uma fechadura digital, desde o fato de não precisar mais carregar chaves, não correr o risco de esquecê-las, ficar para o lado de fora de casa e não viver mais a insegurança da dúvida: "será que tranquei mesmo a porta antes de sair?". Porém, segundo o arquiteto, a tecnologia vai muito além disso. “Por meio da programação, o sistema pode colaborar em inúmeras situações, como a entrada pontual de uma pessoa. Para tanto, basta que o morador cadastre uma senha específica para a abertura da porta”, detalha Bruno.


Principais Modelos


Os modelos mais comuns e com preços mais acessíveis são aqueles com liberação de acesso por senha, cartão ou tag (chaveiro de aproximação). De acordo com o arquiteto, há também a fechadura eletrônica com biometria (impressão digital), que é uma opção bastante segura e frequentemente requisitada em condomínios residenciais ou em empresas.


Mais avançadas, as versões com acesso à internet e aplicativos são, atualmente, consideradas as mais modernas e completas do mercado. “Como as pessoas estão mais conectadas às tecnologias, a tendência é que aconteça uma migração para sistemas mais avançados como esses”, relaciona o profissional. Por exemplo, é possível interagir à distância, caso um prestador de serviço precise do acesso imediato ao local.


Remotamente e distante do endereço, com o aplicativo no smartphone o morador pode controlar o acesso, sem a necessidade de cadastrar digitais ou senhas. Várias dessas fechaduras já contam com alarmes de segurança.


Projetos Residenciais e Corporativos


Foto: Leroy Merlin/Reprodução

Com experiência na área, Bruno comenta que os projetos corporativos têm buscado cada vez mais por esse tipo de recurso, pois a fechadura costuma integrar o sistema de controle de acesso. “Levando em consideração o fluxo maior de usuários, a fechadura se configura como um importante aliado nos processos de segurança”, comenta. Imagine fazer uma cópia da chave para cada funcionário em uma empresa grande? Além do custo, não podemos desconsiderar o risco do esquecimento de portas abertas. Por meio fechadura digital, suprimimos essa possibilidade, pois ao encostar, a porta realiza o travamento automático”, complementa o arquiteto.


A demanda em projetos residenciais também tem sido ampliada e acompanha o volume de reformas realizadas, bem como os novos empreendimentos imobiliários que, como diferencial, já contam com a fechadura eletrônica entregue pela construtora. “Com certeza é algo que veio para ficar”, acredita Bruno, que também condiciona aos preços mais acessíveis a ampliação do uso pelos brasileiros.

Instalação


A fechadura eletrônica substitui facilmente a tradicional, além de ser possível instalar tanto em portas antigas, como nas mais novas. O arquiteto aproveita para desfazer o mito do ponto de energia, pois a maior parte dos dispositivos são carregados por bateria. “Caso o marceneiro contratado não saiba instalar, as assistências técnicas dos fabricantes das fechaduras digitais prestam o suporte e o esclarecimento adequado para uma execução sem erro”, ressalta.


Os modelos abastecidos por fonte de energia, por sua robustez, costumam ser especificados para o controle de acesso em condomínios ou em empresas. “Mas sempre é bom, antes da compra, certificar-se por meio do descritivo da peça”, acrescenta Bruno.


Tipos de Maçanetas


Há produtos para todos os gostos e necessidades. Fechaduras com maçaneta embutida, de sobrepor, sem maçaneta ou opções específicas para portas de madeira, de vidro, com eletroímã, entre outras. Por isso, é necessário analisar cada caso separadamente, para não correr o risco de levar algo errado para casa.


Alguns tipos exibem a maçaneta acoplada na própria fechadura e são ideais para substituir as peças tradicionais em portas antigas. Outras são vendidos sem a maçaneta, abrindo a possibilidade de colocar uma peça decorativa separada – situações como o puxador de porta comprido, de cima a baixo, ou as esculpidas na marcenaria da porta.


Cuidados e Manutenção


Para instalar uma fechadura em área externa, como na entrada de uma casa que não conta com cobertura, o recomendado é comprar um produto específico para esse tipo de espaço, evitando que seja danificada por conta das intempéries.


Quando a bateria estiver descarregando, o dispositivo dispara um sinal de alerta, com antecedência, para que haja tempo de realizar a troca por uma nova. Porém, mesmo que o morador se esqueça e aconteça o descarregamento total, é possível prover uma carga com uma bateria do lado de fora e, na sequência, digitar a senha que libera o acesso, informa o arquiteto.

Custo-Benefício


Bruno apresenta um exemplo real ocorrido em seu próprio escritório de arquitetura. “Inicialmente, nossa porta principal tinha uma chave padrão e outra tetra. Fiz algumas cópias para deixar com os funcionários, caso alguém chegasse mais cedo, ou saísse para almoçar fora sozinho. O custo da cópia dessas chaves, para apenas 10 funcionários, saiu mais caro se eu tivesse adquirido uma fechadura eletrônica. Por isso, logo que mudei para um novo escritório, já instalei uma fechadura digital, que possui excelente custo-benefício”, finaliza.


Fonte: Bruno Moraes Arquitetura/Assessoria dc 33.

4 visualizações

Tel: +55 (11) 5539-3200