top of page

DO PLANEJAMENTO AO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE: A TECNOLOGIA EM TODA A JORNADA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

*Por Eduardo Pires, diretor de produtos de Construção da TOTVS, empresa de tecnologia

Reprodução: Inventta

Depois de um 2022 positivo para a construção civil brasileira, com aumento de 6,9% do PIB do setor, o cenário neste início de ano está um pouco mais cauteloso, sobretudo por conta de indefinições em relação à política de juros do Banco Central. Em momentos de incertezas, ter informações confiáveis é fundamental para se manter competitivo. O setor da construção já sabe que a tecnologia é a chave para impulsionar os negócios e melhorar a produtividade em todos os pontos da jornada, mas agora é hora de colocar, de fato, esse conhecimento na prática.


Criar ou manter o planejamento de obra em papelada ou planilhas torna-se inviável em um mercado acelerado e competitivo como o atual. A digitalização revoluciona a forma como os projetos e obras são desenvolvidos, trazendo mais segurança, agilidade, redução de custos e produtividade para suas atividades.


Olhando para toda a jornada da construção civil, o primeiro passo é um planejamento de recursos empresariais (ERP) especializado, que apoia a etapa do planejamento, gestão de orçamentos e cotações de recursos, elaboração de cronogramas e a análise de viabilidade da obra. Já durante a execução do projeto, sabemos que a administração é um dos principais desafios, uma vez que diversos fatores influenciam o desenrolar, como variação de preços de insumos, alocação correta das equipes ou uma mudança na legislação, por exemplo.


Essa gestão mais inteligente e tecnológica é um apoio importante também para o cumprimento de padrões de segurança e qualidade, e tudo isso dentro prazo – requisito essencial! Tudo isso tanto por meio de ferramentas de gestão de contratos e documentos, projeção do avanço físico e controle de despesas, quanto por tecnologias de ponta como BIM (Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção), Lean Construction, IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas), inteligência artificial e drones.


Na outra ponta da cadeia de construção, quando o projeto já está finalizado, a tecnologia também exerce um papel fundamental frente às incorporadoras e gestoras de imóveis. Já existem sistemas que gerenciam as etapas de venda, como definição de preços, controle e oferta de meios de pagamento, gestão de resultados, acompanhamento de projeções financeiras, entre outros. Ferramentas de assinatura eletrônica, por sua vez, conferem mais segurança e agilidade a assinaturas de contratos, por exemplo.


Eduardo Pires. Reprodução: TOTVS

O relacionamento com o cliente é outra etapa da jornada da construção onde a tecnologia ganha função e destaque. Diante da importância de uma boa experiência de compra e da fidelização do cliente, um bom atendimento é essencial para reter e se destacar frente à concorrência. Para isso, soluções de gestão de clientes, como o CRM, que compila dados, estuda o perfil do cliente e aumenta a geração de leads, e ferramentas de automação de ações de marketing são investimentos que valem a pena para quem quer impactar e atrair o público com mais eficiência.


Os benefícios trazidos pela tecnologia ao setor de construção demonstram o potencial revolucionário da digitalização nos mais diferentes pontos da jornada do segmento. As novidades não param de surgir, portanto cabe aos players do setor se atualizarem no mercado, estudando as melhores opções de produtos para seus negócios – de acordo com as suas necessidades e nível de maturidade – e investindo em tecnologias e capacitação e treinamentos de equipe, afinal o mundo da construção está cada vez mais digital.


Fonte: TOTVS

Comments


V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page