CONTRAMARCO AINDA É UTILIZADO OU ESTÁ ULTRAPASSADO?

Atualizado: 21 de jul. de 2021

Saiba quais são as vantagens da solução e como instalar na obra


Por Stephanie Fazio


Moldando algumas esquadrias de alumínio e de madeira, lá estão os contramarcos ao nosso redor. A solução é fundamental para o funcionamento correto da esquadria, “melhor vedação e estanqueidade, melhor acabamento da alvenaria em obra e facilidade na produção e instalação das esquadrias, pois se pode fabricar sem o vão estar acabado, pelas medidas do contramarco”, diz Altair Lima, diretor da Vita Componentes, fornecedora de itens para portas e janelas.


Mais do isso, o contramarco em alumínio serve, também, como medida base ou gabarito para o enquadramento do vão e permite que a instalação das esquadrias seja feita somente na etapa final da obra, o que evita danos aos perfis, conforme o portal Hyspex. O diretor cita que com o produto também é possível produzir esquadrias em série, repetindo medidas na fabricação, quando forem do mesmo tamanho.


O contramarco também proporciona a retirada da esquadria para futuras manutenções nos componentes da peça, como rolamentos, trilhos, guias deslizantes, entre outros. E, sua escolha, depende da tipologia de soluções utilizadas na obra, conforme o portal AEC Web. Existem alguns tipos de contramarco de alumínio, dentre eles estão: o convencional (cadeirinha) e o paulistinha (Tipo “Y”), que podem ser chumbados no centro do vão ou voltado para o interior do ambiente, ainda segundo o site Hyspex.


Reprodução: Serralheria Franbox


“Não vejo desvantagem, somente se na obra, a peça for montada e instalada de forma incorreta”, afirma Lima. Apesar de oferecer diversos benefícios, a moldura pode ser substituída pelo processo de chumbamento diretamente na estrutura de alvenaria. Dessa forma, as portas ou janelas podem ficar tortas e serem manchadas por tinta e batidas de argamassa durante a instalação.


Na opinião de Lima, mesmo se tratando de uma solução antiga, o contramarco não é ultrapassado, sendo extremamente importante seu uso nos sistemas de esquadrias do país. “Como a nossa cultura está se desenvolvendo a passos pequenos, não acho que seja uma solução ultrapassada”, concorda José Carlos Garcia Noronha, consultor e colunista da Contramarco.

“É a partir dele que irá resultar no bom desempenho e durabilidade do produto. O esquadro e o nivelamento auxiliam na obtenção de uma ótima adesão das esquadrias na residência do cliente”, relata Francisvaldo Melo, proprietário da serralheria Franbox.

<