Buscar
  • Equipe Contramarco

COMO MONTAR UMA SERRALHERIA


Foto: Canal do Serralheiro/Reprodução

Como começar ou alavancar uma fábrica de esquadrias? Essa é a questão que pode ter passado ou está na cabeça de muitos empreendedores neste momento. Caracterizada como uma pequena fábrica, onde se produz peças de metal como grades, portões, portas e janelas ou estruturas metálicas, uma serralheria, assim como qualquer outro negócio, deve ser bem planejada para que alcance a eficiência.


Segundo o portal Abertura Simples, alguns passos devem ser seguidos no início do negócio, como a obtenção do máximo de informações sobre essa área, compreendendo melhor os riscos e as oportunidades. Por ser um segmento específico, estratégias devem ser pensadas e direcionadas para os seus futuros ou atuais clientes, evitando prejuízos de tempo e recursos. Após essas etapas, uma análise dos concorrentes precisa ser feita, levando em conta a forma de trabalho deles e quais são as estratégias que utilizam (tem loja online ou somente física? Quais são os pontos positivos e negativos das marcas?).


Com isso, você entenderá qual é o diferencial da sua empresa e o que a destaca no mercado. Para finalizar os primeiros passos, é importante conhecer os fornecedores das matérias-primas como ferro, chapas, tubos, baguetes, tintas e outros materiais, entender a qualidade dos produtos, preços, entre outras informações, ainda conforme o site Abertura Simples.


DETALHES QUE FAZEM A DIFERENÇA


De acordo com o guia “Como Montar uma Serralheria”, do Sebrae, um detalhe importante para o sucesso de uma fábrica de esquadrias é a escolha do local onde ela será instalada. É válido buscar por bairros mais afastados do centro da cidade, já que esse tipo de negócio não necessita de local com grande circulação de pessoas. Se sua cidade possuir centro industrial, considere instalar sua empresa nesse local. Caso opte por montar o espaço em uma área residencial, consulte a Prefeitura ou órgão responsável da cidade para verificar se o local permite a abertura desse tipo de negócio.


Outro ponto interessante para se verificar sobre o local são possíveis adaptações necessárias como, por exemplo, uma preocupação com isolamento acústico, por se tratar de uma atividade que provoca muitos ruídos. Checar se o local escolhido para a instalação da serralheria possui área disponível para o recebimento de caminhões de carga e descarga de materiais também é relevante. Se a localização não for favorável, poderá se tornar um transtorno na rotina do negócio, segundo o guia do Sebrae.


A organização do espaço da serralheria precisa ser prática e estratégica. Na hora da elaboração de um layout alguns pontos devem ser considerados, como a quantidade de esquadrias que serão produzidas, o que determinará o cálculo do número de equipamentos e da área de estoque, os equipamentos necessários e os processos e operários.


Os sistemas de produção de uma serralheria são basicamente manuais. No entanto, é recomendável o uso de softwares para a gestão do negócio, possibilitando uma maior produtividade, integrando área de compras, vendas, financeiro, controle de estoque, cadastro de clientes, fornecedores, entre outras. O uso dessas tecnologias permite maior organização e eficiência.


OS PASSOS PARA A EFICIÊNCIA


Conforme o guia “Como Montar uma Serralheria”, um planejamento financeiro estruturado é vital para o crescimento do seu negócio. O primeiro passo para a sua elaboração é fazer um orçamento anual, nessa parte estime o quanto irá receber e gastar, com base no seu histórico ou expectativa futura.


É necessário pensar na organização do fluxo de caixa, no capital de giro (parte do investimento que compõe uma reserva de recursos que serão utilizados para suprir as necessidades financeiras da empresa ao longo do tempo, de acordo com o site Só Contabilidade), os processos das contas a pagar e a receber, entre outros pontos. Comece registrando tudo o que você pretende ganhar ao longo de um período, depois elabore um plano de vendas refletindo quais suas fontes de receita, seu modelo de precificação, seus canais de distribuição, entre outros, segundo o guia do Sebrae.


Ainda conforme o guia, após a etapa das receitas, faça a mesma coisa com as despesas. Planeje tudo o que você vai gastar ao longo de um período. Além dos gastos mensais, inclua gastos eventuais como manutenção, por exemplo, ou que reflitam a necessidade de novos investimentos que serão necessários para um novo patamar da empresa, por exemplo, ampliação de espaço, aquisição de maquinário, entre outros. O acompanhamento e registro das contas a pagar e receber da empresa é importante para o pleno controle do capital e análise da saúde financeira. Dessa maneira, você pode rapidamente corrigir eventuais falhas e ou reforçar estratégias que estão dando resultados.


Para a reportagem da edição 146 a equipe Contramarco entrevistou, via e-mail, profissionais do setor. E, para a eficiência de uma fábrica de esquadrias eles enumeram, entre outros pontos, uma equipe precisa ser treinada e motivada; dispor de equipamentos apropriados e atualizados; ter layout compatível; contar com bons parceiros no fornecimento; utilizar produtos homologados e normatizados; pensar na logística interna e externa; ter conhecimento do mercado; contar com uma política comercial bem definida e ativa; pensar no planejamento estratégico e de produção, assim como na logística interna; utilizar precificação correta e métodos sustentáveis. Além disso, o olhar do gestor deve estar voltado para esses itens e não somente para o trabalho de serralheria.


* Confira mais informações, em breve, na edição 146 da Contramarco.


Fontes: Guia Como Montar uma Serralheria - Sebrae, Abertura Simples e Só Contabilidade.

24 visualizações0 comentário

Rua Machado Bittencourt, 205, São Paulo (SP) - Brasil

Tel: +55 (11) 5539-3200

contramarco@contramarco.com.br