Buscar
  • Equipe Contramarco

COMO LIMPAR E CONSERVAR AS FECHADURAS

Versáteis e disponíveis em diversos tipos de acabamentos e design. As fechaduras ganharam destaque nos projetos de arquitetura e interiores, mas é preciso entender que elas não são apenas peças decorativas e servem, principalmente, para aumentar a nossa proteção. Por isso, a manutenção preventiva deve ser realizada periodicamente para evitar problemas, além da limpeza adequada. A Stam, fabricante de fechaduras e cadeados, traz dicas sobre a manutenção, conservação e limpeza das fechaduras que também podem ser aplicadas aos cilindros e dobradiças.


Foto: Stam/Assessoria A4&Holofote Comunicação

Limpeza e manutenção das fechaduras


Para limpar, basta utilizar uma flanela ou pano macio. Umedeça-o com álcool líquido 70% e aplique sobre as peças externas, principalmente onde há contato com as mãos, incluindo as chaves.


Para garantir a durabilidade da fechadura, nunca utilize produtos à base de cloro ou produtos abrasivos (solventes, removedores, palha de aço) que possam danificar o acabamento do produto.


Outro ponto muito importante para manter suas fechaduras funcionando 100% é a lubrificação. A cada seis meses, é indicado que se faça a lubrificação do sistema, com a aplicação de uma gota de óleo mineral em cada uma das partes móveis da fechadura, onde há atrito, ou seja, na junção entre a maçaneta e o espelho/roseta, no trinco e lingueta.


Limpeza e manutenção de cilindros e dobradiças


Os cuidados com os cilindros e dobradiças devem levar em conta o funcionamento e o acabamento. Essas peças possuem partes que ficam expostas e devem seguir a mesma rotina de limpeza e manutenção das fechaduras. Para lubrificar o cilindro, basta aplicar duas gotas de óleo mineral na chave e introduzi-la no cilindro, girando-a para garantir a lubrificação de todas as peças. Esse procedimento impede que a chave emperre e prejudique o funcionamento da fechadura.


Nunca utilize produtos químicos, como desengripantes ou grafite em pó. Apesar de muitas pessoas ainda terem esse hábito, usar grafite em pó é extremamente ruim para as peças. Como o grafite é um material duro, com o atrito gerado no uso diário, ele desgasta as peças, causando folgas, que além de diminuírem a vida útil da sua fechadura, prejudicam também a resistência dos modelos.


Fonte: Stam/Assessoria A4&Holofote Comunicação

10 visualizações0 comentário

Rua Machado Bittencourt, 205, São Paulo (SP) - Brasil

Tel: +55 (11) 5539-3200

contramarco@contramarco.com.br