CONSTRUTORAS INVESTEM EM TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE


Fotos: Bait e Riserva Golf

Segundo informações do site Lugar Certo, atualmente mais de 40% das matérias-primas do planeta são utilizadas na construção civil, que também é responsável por 30% da geração de resíduos sólidos. Este cenário fez com que as empresas do setor investissem mais em construções para reduzir os impactos ao meio ambiente.

As incorporadoras têm investido cada vez mais em práticas que garantam selos ambientais. São essas certificações que chancelam os “condomínios verdes”, comprovando diversas ações como o consumo de menos matéria-prima na construção, além de estarem aptos a reduzir o consumo de água e energia, quanto totalmente ocupados.

Em sintonia com essa demanda da sociedade, a RJZ Cyrela lançou o Riserva Golf, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. É o primeiro residencial do Brasil com certificação internacional LEED Silver (Leadership in Energy and Environmental Design).

Entre os critérios sustentáveis adotados pelo projeto, o Riserva Golf é equipado com placas solares que aquecem a água dos apartamentos, além de um mecanismo de reutilização da água para regas de áreas comuns e outras iniciativas. A arquitetura da obra tem inspiração contemporânea, o pórtico de entrada é um enorme painel metálico rendilhado em composição com caixas de vidro que permeiam iluminação e ventilação.

Outra empresa que está apostando em sustentabilidade e tecnologia é a Bait Incorporadora, que tem como propósito atualizar o significado da palavra “casa” (bait em hebraico significa casa). A empresa chega ao mercado do Rio de Janeiro com o intuito de criar uma nova forma de morar e viver na cidade, aliando arquitetura, funcionalidade, tecnologia, sustentabilidade e integração urbana.

O público-alvo dos projetos da construtora é o “consumidor consciente e que prioriza o modelo de economia compartilhada e eficiente”.

O sancionamento do Novo Código de Obras e Edificações do Rio de Janeiro trouxe ao mercado uma mudança legislativa para atender a transformação comportamental já em curso. A atualização da legislação municipal definiu novas regras e padrões para marquises, varandas e tamanho de área útil dos imóveis.

A Bait Incorporadora lançará quatro obras na zona Sul do Rio de Janeiro até abril de 2020, totalizando R$250 milhões de Valor Geral de Vendas (VGV). Os imóveis residenciais estão nos bairros de Ipanema, Botafogo e Copacabana.

O primeiro empreendimento residencial de sete apartamentos foi lançado em Ipanema, na Rua Vinícius de Moraes. A previsão de entrega é dezembro de 2019.

Para o CEO da companhia, o grande diferencial da empresa é a visão global dos quatro sócios de dentro do mercado imobiliário que conecta arquitetura, urbanismo, tendências internacionais de comportamento e consumo.

“Estamos desenvolvendo empreendimentos singulares, refletindo sobre eficiência e perenidade dos materiais, buscando ousadia e complementando com tecnologia”, diz o sócio e advogado Henrique Blecher.

Fontes: Bait e Riserva Golf


0 visualização

Tel: +55 (11) 5539-3200