ARTIGO: PÓS-PANDEMIA NÃO TERÁ ESPAÇO PARA O "QUEBRA-GALHO" NO DIGITAL

por Bruno Grillo Castello


Reprodução: Profissional de E-commerce

O digital já deixou de ser tendência há muito tempo, ele já é a realidade em que vivemos. Contudo, ainda existem muitas empresas que não entenderam o que isso significa para o seu negócio.


Com o início da pandemia, pude acompanhar muitas empresas que, antes, hesitavam e adiavam sua presença no mundo digital, correndo e fazendo da maneira que era possível, sua entrada nesses canais. Com isso, vi diversos modelos “quebra-galho” adotados em caráter de urgência. E isso tem seu valor, mostrou a flexibilidade de muitas instituições, de todos os tamanhos, em se adequar ao momento e ao novo perfil de consumidor que aceitou as opções que o mercado dispunha no momento para que pudesse manter seu consumo.


Lojas vendendo por troca de mensagens e até pelos comentários do Instagram e Facebook, uma tradição dos pequenos empreendedores que o isolamento social acabou impondo até às grandes marcas. O WhatsApp ganhando cada vez mais espaço no relacionamento com clientes.


Por exemplo, se você possui uma padaria ou minimercado que agora recebe pedidos pelo WhatsApp e por causa disso, decidiu colocar um funcionário dedicado a andar pelos corredores da loja para fazer a compra solicitada pelo cliente é sinal que você tomou uma decisão rápida para atender uma nova demanda, o que é ótimo, mas ainda não pode dizer que possui uma empresa digital.


Caminho sem volta