NORMA DE FERRAGENS PARA VIDRO ENTRA EM CONSULTA NACIONAL


Diretriz inédita garantirá segurança e bom desempenho das ferragens

Reprodução: Pontofrio

Em 17 de janeiro de 2020 entrou em Consulta Nacional, o inédito Projeto de Norma ABNT NBR 16835 - Ferragens para vidro - Requisitos, classificação e métodos de ensaio, elaborada pela ABNT/CEE-188 - Comissão de Estudo Especial de Ferragens.

O documento estará disponível no site da ABNT para Consulta Nacional até o dia 16 de março. Os interessados poderão, mediante cadastro, votar ou encaminhar sugestões para análise da comissão de estudo. Para votar, acesse: www.abntonline.com.br/consultanacional/login.aspx

A norma é bastante completa e tem por objetivo adequar a classificação de códigos de ferragem, tamanho e peso dos vidros, de forma a garantir segurança e bom desempenho no emprego das ferragens para vidro, fornecendo importantes informações para especificação e instalação das ferragens.

“As ferragens para vidro tratadas por esta Norma são aquelas utilizadas para a fixação dos vidros junto às edificações, podendo ser móveis ou fixas, internas ou externas. Fazem parte da relação de ferragens para vidros as dobradiças, fechaduras e contrafechaduras, trincos e contratrincos, pivôs, suportes, puxadores e roldanas, utilizados em vidros, mas não se esgotando aqui as possibilidades de utilização. As ferragens para vidro são constituídas basicamente por corpo, guarnição e parafusos de fixação, podendo, em alguns casos, possuir componente ou capa para cobertura, neste caso fazendo parte do conjunto” - Projeto de Norma ABNT NBR 16835.

O Projeto de Norma trata de vários assuntos, com destaque para:

  • Capacidade de utilização da ferragem: espessuras, dimensões e pesos máximos dos vidros que podem ser utilizados para cada tipo de ferragem;

  • Recortes para os vidros: definição das dimensões e geometria dos recortes para cada tipo de ferragem;

  • Ensaios de desempenho: ciclagem das ferragens móveis, resistência mecânica dos parafusos de fixação, resistência à corrosão, durabilidade, desgaste e deslizamento do vidro, entre outros assuntos.

O especialista do SIAMFESP, Roney Honda Margutti, ressalta que, além de facilitar a especificação e definição dos produtos a serem aplicados pelos profissionais envolvidos, permite identificar responsabilidades por um possível acidente. “Ela estabelece a espessura do vidro, os furos e recortes que devem ser feitos para que a estrutura suporte o peso do vidro. É algo muito completo. Temos certeza que será um grande avanço, já que não havia qualquer orientação desse tipo em uma Norma Técnica da ABNT”.

Após a fase de aprovação pela ABNT o mercado passará a ter uma referência técnica à disposição. “Todos os testes foram feitos em laboratórios, de forma que, ao entrar em vigor, a nova norma será facilmente aplicada, pois utilizamos como base as empresas que estão operando no mercado”, por Roney Honda Margutti.

Após a aprovação por parte da ABNT e tramites da Consulta Pública a norma ABNT NBR 16835 entrará em vigor.


0 visualização

Tel: +55 (11) 5539-3200