top of page

Edição nº160 março/abril 2023

PERFIL: A EVOLUÇÃO DA EMPRESA PARANAENSE PRIORIZA ABERTURAS EM ALUMÍNIO

4 Perfil.jpg

Em Pato Branco, cidade situada na região oeste do estado do Paraná, surgiu a Prioriza em 15 de junho de 2015, serralheria de alumínio de pequeno porte, que funcionava há mais ou menos dois anos com apenas quatro funcionários, quando foi adquirida pelos atuais sócios. 

“Na época já tínhamos a Projeta Metal, metalúrgica aberta há quatro meses, em um barracão bem pequeno, do lado”, lembra Darinei Delazzari, responsável pela área administrativa. “Na Projeta Metal éramos três sócios, dois irmãos e meu cunhado, e quando resolvemos comprar a empresa vizinha, mais um irmão juntou-se a nós, por já trabalhar no ramo de alumínio”. 

COLOCANDO A CASA EM ORDEM 

A compra da Prioriza foi realizada “com apenas a coragem e a certeza de dedicação e muito trabalho, já que condições financeiras não tínhamos”, destaca Darinei. Após a compra e com a razão social Prioriza Aberturas em Alumínio Ltda., começaram a aparecer os problemas (que já existiam antes da aquisição) com os clientes da empresa adquirida e as consequentes dores de cabeça.


“Não desistimos, trabalhamos de domingo a domingo das 6h00 às 22h00 ou mais, e em seis meses conseguimos pôr a empresa nos trilhos”, conta Darinei, acrescentando que em seguida os sócios da Prioriza foram buscar parcerias e investimentos. “Nesse período as dificuldades eram enormes, pois ainda estávamos criando uma identidade da empresa, com foco na seriedade e em muito trabalho, mas sem condições financeiras”, observa Darinei.

Para tentar alavancar os negócios, os quatro sócios — Darinei (gerente do Setor Administrativo), Dilvonei (gerente de Produção), Denilson (gerente de Montagem) e Francisco (gerente de Metalúrgica) — foram visitar em São Paulo (SP) a Feira Internacional da Indústria de Esquadrias (FESQUA). 

“Cito esta feira pois fomos sem condições e chegando em São Paulo, passamos a noite sem conseguir reservar hotel, já que na época somente eu trabalhava no escritório e não reservei hotel”, conta Darinei. “Fomos, como diz o ditado popular, ‘só com a cara e a coragem’, e aquela noite passamos sentados em um posto de combustível aguardando a abertura da feira”.

EVOLUINDO ANO APÓS ANO

A partir dessa experiência e dos contatos obtidos na feira, as portas começaram a se abrir para a Prioriza, segundo Darinei. “No início nossas linhas de produtos eram apenas linhas paralelas, e com pouco mais de um ano nós conseguimos trabalhar com as linhas homologadas da Alcoa, que hoje são da Hydro”. Nos anos seguintes, a empresa continuou intensificando suas atividades e investindo cada centavo conquistado. 

“Fomos crescendo cada dia mais, até chegar em um problema de espaço físico, já que nós tínhamos um barracão alugado para a parte do alumínio e outro do lado para a parte metalúrgica”, relembra, observando que os sócios já haviam investido em equipamentos, carros, caminhões e outros itens necessários. “Não tínhamos mais espaço, foi aí que buscamos em Vitorino, cidade vizinha de Pato Branco, um incentivo fiscal, onde conseguimos com projeto e aprovação do município de Vitorino a doação de um terreno”.

Com isso, os sócios tinham diante de si uma nova e importante etapa para a empresa e outro grande desafio: a obra a ser feita no terreno conseguido. “Não tínhamos condições financeiras para fazer tal obra”, conta Darinei, ressaltando que, mesmo assim, havia a certeza de que a Prioriza iria trabalhar ainda mais, contando com a ajuda de toda a equipe e dos clientes e parceiros conquistados naquele curto período de tempo. “E ainda enfrentamos as dificuldades que não só nós, mas o mundo todo passou com a pandemia de covid-19”.

SITUAÇÃO ATUAL

A empresa tem hoje mais de 70 colaboradores diretos e indiretos, atende obras em toda a região circunvizinha, do Paraná e de Santa Catarina, buscando expandir a atuação cada vez mais com obras no Mato Grosso do Sul, a mais de 1.200km da sede. “Contamos com equipe treinada e qualificada, técnicos, arquitetura e engenharia”, pontua Darinei. 

“Além das linhas que trabalhamos atualmente, iniciamos neste ano de 2023 com os produtos de alta performance da fabricante de sistemas Perfil Alumínio do Brasil através da distribuidora Aluforte Comércio de Alumínio, em seus mais variados sistemas, tais como:  Chroma, Chroma Minimalista, Ecoline e Ecostick, entre outros”.

ESTRUTURA DE ATENDIMENTO

O empresário comenta que a Prioriza está sempre buscando o que há de melhor no mercado de esquadrias de alumínio, contando também com estrutura para fabricação de toda a parte de metalúrgica industrial e residencial, seja de uma grade simples até projetos estruturais de barracões de grande porte. Outro destaque é o Showroom Móvel, uma espaçosa van contendo todas as linhas de esquadrias montadas “para facilitar a vida do cliente na hora de escolher os produtos e ter a comodidade de não precisar ir até a empresa para ver e escolher”. As instalações industriais ocupam atualmente mais de 5.000m² de área construída. 

EMPRESA FAMILIAR

“Não vendemos apenas portas, janelas ou estruturas metálicas, vendemos soluções aos nossos clientes, prezamos pela marca forte na qual a empresa se transformou, pelos valores que vêm de berço, de filho de agricultor que sou, assim como meus irmãos e meu cunhado, sócios desta empresa”, enfatiza Darinei. 

Sobre as expectativas para 2023, Darinei revela que ainda há uma incerteza no mercado devido ao cenário político. “É difícil ainda se dizer o que irá acontecer com nosso setor da construção civil, mas estamos trabalhando forte, investindo em pessoas e capacitação para tornar o país cada vez melhor, o que nos torna diferentes não são as dificuldades, mas a forma como lidamos com elas”, conclui. 

Publicidade:
banner-canal.jpg
CBA000223G-Banner-Anuncio-Revista-Vidro-Impresso-Primora-Fev2023-V2.gif
Banner - 156x60.jpg
gif divinal v3 (1) (1).gif
roldanas (2).gif
Guardian-Technical-Services-Contramarco (2).gif
GIF-BANNER.gif
Leia a matéria na íntegra na Edição nº160 mar/abr 2023 - solicite seu exemplar
Acesse a edição digital - conteúdo liberado temporariamente
Contramarco_-_logomarca_RED-removebg-preview (3).png
bottom of page