CONHEÇA O PRIMEIRO “ARRANHA-CÉU” DE SP

Fotos: Wikipédia

 

O arranha-céu mais antigo da capital paulista é o edifício Sampaio Moreira, localizado na rua Libero Badaró, a obra está completando 95 anos em 2019. Projetado pelo engenheiro Samuel das Neves e pelo arquiteto Christiano Stockler, pai e filho respectivamente, o prédio foi o mais alto da cidade entre os anos 1924 e 1929, quando o edifício Martinelli foi inaugurado.

 

Com 12 andares e 50 metros de altura, se destacou na década de 1920, pois a maioria dos edifícios tinha quatro andares. O prédio comercial conta com 180 salas. E a planta é semelhante ao que era projetado nos Estados Unidos na época.

 

A obra foi tombada pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) em 2010. Após uma grande reforma estrutural que durou sete anos, com interrupção das obras e sucessivos atrasos, o edifício foi reaberto em 11 de setembro de 2018, ano em que passou a ser a sede da Secretaria Municipal de Cultura da cidade de São Paulo.

 

A entrada, com seu painel de localização em madeira maciça e letras douradas, as escadarias de mármore de Carrara e alguns detalhes como as esquadrias das janelas de pinho-de-riga, foram preservados. O projeto também manteve a centenária Casa Godinho, mercearia que migrou da Praça da Sé para o térreo do endereço nos anos 20 e continua funcionando.

 

 

 

 

 

Please reload

Publicidade:
banner_saie.gif
banner_premiomarca.gif

Tel: +55 (11) 5539-3200