Buscar
  • Equipe Contramarco

SECRETARIA DE ESTADO DA HABITAÇÃO ENTREGA MAIS 210 APARTAMENTOS NO CENTRO DE SP

O empreendimento, formado por duas torres residenciais localizadas perto da Estação da Luz, é destinado a famílias de baixa renda que trabalham na região central da capital


Foto: Torres Residenciais do Complexo Mauá/Reprodução: CDHU

A Secretaria de Estado da Habitação entregou, em 23 de fevereiro de 2021, mais 210 apartamentos construídos pela Parceria Público Privada (PPP) da Habitação, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Os imóveis são destinados a famílias de baixa renda que trabalham no Centro de São Paulo e integram o Complexo Mauá, formado por duas torres residenciais, situadas próximas à Estação da Luz.


Flavio Amary, secretário de estado da habitação, participou da entrega das chaves para três futuros moradores, que simbolicamente representaram todos os moradores beneficiados pelo empreendimento. Também participaram da cerimônia Celia Parnes,

secretaria de estado do desenvolvimento social, Orlando de Faria, secretário municipal da habitação de SP e Reinaldo Iapequino, presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).


Essas moradias fazem parte da primeira PPP de Habitação de interesse social do país, dedicada à oferta de moradias, aprimoramento da infraestrutura de serviços e equipamentos públicos e revitalização de áreas do centro da capital paulista


Os apartamentos atendem famílias ou indivíduos com renda mensal bruta entre R$ 1.108,38 e R$ 5.7240,00, que já residiam no município, trabalhavam na região central da cidade e ainda não tinham tido acesso à casa própria. Os contemplados se inscreveram no projeto e participaram de sorteios classificatórios.


"Estamos entregando mais um empreendimento de alta qualidade construído pelo governo do estado em parceria com a Prefeitura de São Paulo, destinado a pessoas de baixa renda, com renda de 1 a 5 salários mínimos, que trabalham no centro e agora vão poder morar perto do seu emprego, diminuindo o seu tempo de deslocamento e ganhando mais qualidade de vida", afirma Amary.


Foto: Secretário Flavio Amary entrega chaves para moradora/Reprodução: CDHU

"Além de levar o sonho da casa própria para mais 210 famílias, estamos garantindo também a revitalização do centro, trazendo aqui conceitos urbanísticos modernos que incluem neste empreendimento 22 lojas num conceito chamado fachada ativa, conciliando comercio e residência, ajudando no repovoamento da região central da nossa cidade", explicou o secretário de estado da habitação, que após a entrega das chaves plantou uma árvore frutífera no jardim do residencial.


As 210 habitações de interesse social foram construídas na chamada Quadra 69, um terreno de 2.253,05 m², localizado na rua Mauá. São oferecidos 42 apartamentos com 1 dormitório (38 m²), 9 unidades com 2 dormitórios adaptadas para Pessoa Com Deficiência (49,6m²) e 159 unidades com dois dormitórios (49 m²). Os residenciais contam com itens de lazer como playground, salão de festas, salão de jogos, jardins e pátio ajardinado. O empreendimento também contará com 22 lojas no andar térreo a serem locadas ou comercializadas pelo parceiro privado.


Maria de Fatima da Silva Fernandes, 35 anos, vendedora e futura moradora presente no evento, comemorou a conquista e a possibilidade de sair do aluguel. "Não tenho palavras para descrever o sentimento desse momento. É uma sensação incrível, a realização de um sonho de uma vida inteira, poder dar para as minhas duas filhas um lar. Sem contar que agora vamos morar em nossa casa própria, perto do trabalho e da escola das meninas. Uma emoção saber que isso é meu, que consegui conquistar e sei bem do valor que tem o nosso lar, realmente é o sonho de todo o brasileiro."


Geralda Rodrigues Guimaraes, 62 anos, também recebeu a chave da unidade 101 do residencial Luz. Moradora do bairro da Penha, zona leste de São Paulo, gastava mais de uma hora para chegar ao trabalho. Agora, calcula que conseguirá reduzir o deslocamento em cerca de 40 minutos, gerando um ganho na sua qualidade de vida. "Cheguei em São Paulo em 1975, desde então venho tentando conseguir meu teto, sempre correndo atrás do sonho de ter meu lar. Cerca de cinco anos atrás me inscrevi na PPP e hoje, graças ao Governo de São Paulo, pude realizar este sonho, que busco por mais de 40 anos. Uma felicidade que não tenho nem palavras para expressar."


Fonte: CDHU

11 visualizações0 comentário

Rua Machado Bittencourt, 205, São Paulo (SP) - Brasil

Tel: +55 (11) 5539-3200

contramarco@contramarco.com.br