top of page

CORPORATIVO X COMERCIAL: QUAL A DIFERENÇA?

Lajes corporativas e salas comerciais são ambientes diferentes. As lajes corporativas oferecem espaços maiores para as empresas, além de incorporar a identidade da marca ao local. Sendo assim, são indicados principalmente para empresas de médio e grande porte. Por outro lado, as salas comerciais são indicadas para empresas de pequeno e médio porte, bem como para empreendedores e profissionais liberais. Veja outras diferenças abaixo.


O QUE É PRÉDIO CORPORATIVO?


Laje corporativa de 800m² na região Leste de São Paulo, Crona 665/Divulgação: Porte Engenharia e Urbanismo


São grandes empreendimentos, projetados para atender às exigências do mundo corporativo. Portanto, oferecem espaços maiores e mais adequados para empresas de médio e grande porte. 


Um prédio corporativo pode ser ocupado por uma única empresa ou diferentes negócios, distribuídos em lajes corporativas. O Crona 665, que faz parte do Eixo Platina, projeto da Porte Engenharia e Urbanismo que está revolucionando a região Leste de São Paulo, por exemplo, é o primeiro prédio 100% corporativo da região. Sua infraestrutura completa e localização privilegiada oferecem não só modernidade, mas também flexibilidade. Dessa forma, colaboradores encontram um ambiente de trabalho agradável, enquanto empresas ganham credibilidade.


O QUE É PRÉDIO COMERCIAL?


Prédio Geon 652 e sua sala comercial de 40 m²/Divulgação: Porte Engenharia e Urbanismo


Ao contrário do prédio corporativo, um prédio comercial é composto por unidades menores, para empresas de pequeno e médio porte. Sendo assim, oferece salas comerciais e muitas comodidades. Essa é a escolha ideal para vários tipos de negócios, desde startups até clínicas médicas, consultórios, agências, entre outros. Um exemplo de prédio comercial é o Geon 652. 


Considerado o prédio comercial mais moderno e sofisticado da região Leste de São Paulo, esse empreendimento também faz parte do Eixo Platina. Além disso, a torre oferece infraestrutura completa para negócios e localização estratégica.


6 CRITÉRIOS PARA AVALIAR


1 – Localização estratégica


Tanto para o corporativo quanto para o comercial, estar próximo de centros urbanos, transporte público e vias importantes da cidade são essenciais. Isso facilita a mobilidade de colaboradores, fornecedores e clientes.

2 – Potencial de expansão


Para empresas em crescimento, por exemplo, é fundamental escolher um imóvel que permita futuras expansões.

3 – Infraestrutura


Igualmente importante, verifique se o prédio atende às necessidades técnicas da empresa, como conectividade, sistemas de segurança e comodidades.

4 – Credibilidade, acessibilidade e sustentabilidade


O imóvel deve não só transmitir credibilidade para atrair novos clientes, como também acessibilidade para facilitar o acesso de todos. Iniciativas sustentáveis para economia de água e energia, por exemplo, fazem diferença a longo prazo.

5 – Valorização da região


Analise o potencial econômico da região, assegurando não apenas o melhor retorno sobre o investimento, mas também contribuindo para a longevidade da empresa.

6 – Conformidade com regulamentações e segurança


O prédio deve seguir as regulamentações necessárias para o tipo de negócio que será conduzido. Além disso, observe se as normas de segurança são respeitadas.


Fonte: Porte Engenharia e Urbanismo

V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page