CONSTRUTORA DE FLORIANÓPOLIS UTILIZA TECNOLOGIA BIM PARA TER ECONOMIA EM CUSTO CONSTRUTIVO

Agnes Construção e Incorporação pretende utilizar tecnologia em todas as obras de 2022, pois além de economizar, promove uma melhoria nos processos de construção


Modelo de projeto BIM/Reprodução: Agnes Construção e Incorporação/MGAPress

O Building Information Modeling (BIM) vem ganhando destaque nos últimos anos no mercado de construção civil e, traduz-se como Modelagem de Informação da Construção. De acordo com Mayara Agnes, diretora executiva da Agnes Construção e Incorporação, de Florianópolis (SC), o BIM é um conjunto de tecnologias, processos e políticas que permite que várias áreas de atuação possam, de maneira colaborativa, projetar, construir e operar uma edificação ou instalação.

“De forma simplificada, digo que o BIM é um processo de desenvolvimento de um modelo digital de um empreendimento, ou seja, uma tecnologia que acompanha a obra em todo o seu ciclo de vida: antes, durante e depois da construção. A tecnologia consegue prever problemas com mais facilidade, já que é um instrumento de gestão de informações, fluxos de trabalho e procedimentos”, explica a diretora executiva.

Outra vantagem que Agnes enxergou utilizando o BIM foi poder ter uma multidisciplinaridade dos profissionais atuando com as ferramentas em único modelo, aperfeiçoando a comunicação. Ou seja, o engenheiro elétrico consegue ver, pela modelagem do BIM, o que o engenheiro hidráulico está fazendo, o que simplifica muito os processos da construção civil.

“Com o BIM temos diversos benefícios que já foram comprovados pelo mercado, como, por exemplo, maior produtividade das equipes que pode chegar de 25% a 50%, redução de prazos de serviços podendo chegar a 25%, redução de revisões/retrabalho e possibilidade de novas apresentações do trabalho em animações passo a passo, além de experiências de realidade virtual para melhor entendimento do empreendimento”, explica Mayara.