Buscar
  • Equipe Contramarco

CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS E A PRESERVAÇÃO MEIO AMBIENTE

Hoje é Dia Mundial do Meio Ambiente e o mercado imobiliário também tem incorporado práticas sustentáveis em seus projetos. De acordo com o levantamento de 2019 do US Green Building Council (USGBC), criador do sistema LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental, em português) de classificação de edifícios sustentáveis, o Brasil ocupa a 4ª posição entre os dez países e regiões fora dos Estados Unidos, com maior área certificada LEED.


A utilização da água da chuva, a implementação de painéis de energia solar e gestão de resíduos estão entre as práticas de sustentabilidade predial, mas o processo começa antes mesmo do edifício ser construído. Uma obra sustentável leva em consideração todo o projeto, desde o planejamento até eventuais manutenções após a entrega. Sendo assim, outras medidas já são previamente determinadas, como a minimização do uso de matérias-primas levando ao reaproveitamento de materiais e à utilização de fontes renováveis e recicláveis.


Ainda em fase de construção, o Bosco Centrale, empreendimento da GT Building em parceria com Teig Empreendimentos e a Gadens Incorporadora, será uma obra de alto padrão, localizada em Curitiba - PR. O empreendimento de Benedito Abbud, arquiteto paisagista, é o primeiro da cidade a possuir visual contemporâneo de bosque vertical habitável. Além disso, está em processo de certificação do GBC Condomínio.


Bosco Centrale/Divulgação

Já do outro lado do mundo, na Austrália, foi lançado em 2013 o One Central Park. Os responsáveis pelo projeto são o expert em jardins verticais Patrick Blanc e do renomado arquiteto Jean Nouvel. A vegetação cobre os 166m de altura dos dois prédios residenciais em Sidney e as espécies são divididas entre plantas nativas do país e outras exóticas.


One Central Park/Divulgação

Fonte e fotos: Assessoria Excom Comunicação

57 visualizações

Tel: +55 (11) 5539-3200