top of page

COMO SURGIU O AÇO INOX?


Reprodução: Boltinox

Em 1907, o inglês Harry Brearley, que trabalhava em um laboratório na cidade de Sheffield, começou a investigar novos tipos de aço, a pedido dos fabricantes de armas. Ele buscava por ligas com maior resistência ao desgaste que ocorria no interior dos canos de armas de fogo, provocado pelos gases dos estopins, segundo o portal Tanque de Aço Inox.


Brearley começou a misturar metais em diversas doses, até notar que uma determinada liga não apresentava corrosão por oxigênio, ou seja, não enferrujava normalmente, como acontecia com o aço carbono. Seu objetivo não era criar um aço com essa característica específica, mas, a partir daí, ele mudou os rumos de sua pesquisa, ainda conforme o site.


De acordo com a Boltinox, fabricante de parafusos, constituída de cromo, níquel e uma participação de outros elementos, o aço inox é o único aço altamente resistente à corrosão.


Nesse conjunto de elementos, o cromo se destaca por conta de seu papel da proteção do aço, pois ele cria uma fina camada protetora quando em contato com o oxigênio da atmosfera, que impede a oxidação do aço inox. A esse processo característico do aço inoxidável dá-se o nome de passividade.


“Para manter essa característica, todos os produtos fornecidos pela Boltinox, passam, após sua estampagem, pelos mais modernos processos de passivação. A maioria dos fixadores em inox é fabricada a partir de aços inoxidáveis do tipo austenítico da série 300, (304 e 316)”, de acordo com informações da marca.


CARACTERÍSTICAS DO AÇO AUSTENÍTICO


Composto por 18% de cromo e 8% de níquel, é conhecido como aço inoxidável 18-8. Trata-se de uma liga metálica de alta qualidade e ecologicamente correta.


“O material apresenta excelente propriedade de resistência à corrosão e deformação a frio. Não é magnético, porém quando deformado a frio torna-se levemente magnético”, segundo a Boltinox.

O tipo 304(A2) é indicado para aplicações em construção civil, arquitetura, equipamentos hospitalares, entre outros. Já o tipo 316 (A4) é o indicado quando é exigida uma resistência maior à corrosão, tais como exposição à maresia, embarcações marítimas, processos químicos, manufaturas têxteis, equipamentos para papel e celulose, entre outros.

Fonte: Boltinox e Tanque de Aço Inox

V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page