top of page

CINCO PASSOS ESSENCIAIS PARA A MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES

* Por Felipe Lima Engenheiro civil, professor e consultor em patologia das construções e fundador da Adpat Brasil


Operador fazendo manutenção de fachada com cadeira
Divulgação: Apoio Ecolimp

Todo gestor de condomínio sabe que um edifício bem cuidado é sinônimo de valorização do patrimônio e satisfação dos moradores. Mas você conhece os passos essenciais para manter a saúde predial em dia? Neste artigo, exploramos práticas recomendadas e normas técnicas essenciais para a manutenção eficaz de condomínios.


POR QUE CUIDAR DA SAÚDE PREDIAL DO CONDOMÍNIO?


Preservação de garantias: seguir as diretrizes da construtora assegura que garantias importantes sejam mantidas.


Valorização do patrimônio: edificações bem cuidadas aumentam seu valor de mercado.


Estética e conforto: um ambiente esteticamente agradável melhora a qualidade de vida dos moradores.


Integridade das estruturas: manter a infraestrutura interna previne problemas maiores no futuro.


Funcionalidade dos sistemas: sistemas funcionais são cruciais para a operação diária do condomínio.


Segurança e conforto: a segurança física e o conforto dos moradores dependem diretamente da manutenção adequada.


DICAS PRÁTICAS PARA A MANUTENÇÃO PREDIAL


Passo 1: Inspeção Predial - NBR 16747


Realize inspeções regulares para verificar as condições dos edifícios. Profissionais qualificados podem fornecer relatórios detalhados que orientarão as decisões dos gestores.


Passo 2: Plano de Manutenção - NBR 5674


Utilize o manual de uso e operação entregue pela construtora para elaborar um Plano de Manutenção baseado nas orientações da NBR 5674 — Manutenção de edificações. Este plano é vital para manter a integridade e funcionalidade do edifício.


Passo 3: Reformas Internas - NBR 16280


Todas as reformas internas devem ser aprovadas pelo síndico, com base na NBR 16280 — Reforma em edificações — Sistema de gestão de reformas — Requisitos. Considere a contratação de assessoria técnica especializada para facilitar esse processo.


Passo 4: Reserve Verba para Manutenção Preventiva


Apesar das dificuldades financeiras comuns, alocar fundos para manutenção preventiva é crucial. Utilize relatórios técnicos para convencer os condôminos sobre a importância deste investimento.


Passo 5: Aja Rapidamente em Problemas Pequenos


Resolva prontamente qualquer problema que surja para evitar reparos mais custosos no futuro. A Lei de Sitter adverte que o custo de manutenções corretivas pode ser significativamente maior do que o de manutenções preventivas.


Investir em assessoria técnica especializada não é apenas um custo, mas sim uma medida inteligente que protege e valoriza seu patrimônio. Cuidar bem do seu condomínio significa cuidar das pessoas que o habitam.


Gráfico Lei Sitter
Divulgação

*Os artigos publicados com assinatura são de responsabilidade dos respectivos autores e podem não interpretar a opinião da revista. A publicação tem o objetivo de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do mercado, com foco na evolução da indústria de esquadrias e vidro.

Kommentare


V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page