top of page

BIM: CONHEÇA A METODOLOGIA QUE DEVE DOMINAR O MERCADO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NOS PRÓXIMOS ANOS

Expectativa dos especialistas é que a aprovação de lei que obriga empresas a utilizarem o BIM tenha reflexos positivos no mercado de trabalho


Reprodução: Instituto de Engenharia

A transformação digital já é realidade em quase todas as áreas da economia, e na construção civil não é diferente. Nesse sentido, uma das principais tendências é o Building Information Modeling (BIM), Modelagem de Informação da Construção, em tradução literal. Segundo levantamento da empresa americana de consultoria e análise de mercado Markets and Markets, o negócio global de BIM deve ter crescimento de 14,5% até 2025.


Conforme os especialistas da área, o Brasil também deve seguir essa tendência, principalmente, em virtude do Decreto 10.306, de 2 de abril de 2020. O documento estabelece a utilização do BIM na execução direta ou indireta de obras e serviços de engenharia realizadas pelos órgãos da administração pública federal.


Com isso, todas as empresas que atuam no ramo da construção civil e que desejam participar de licitações devem contar com profissionais capacitados para usar essa metodologia.


Com a medida, o governo tem objetivo de aumentar a transparência e disseminar o BIM em território nacional. Marcos Carvalho, professor da disciplina no curso de arquitetura do Centro Universitário Newton Paiva, explica que ele traz muitas vantagens para um projeto.

"Além de industrializar a obra e reduzir os custos em aproximadamente 20%, o BIM permite a visualização virtual do produto final antes da execução, prevendo possíveis problemas que possam surgir. Com isso, evita-se o retrabalho e o desperdício, que é um problema recorrente na construção civil brasileira", diz o professor.


O aumento da utilização do BIM entre as empresas deve resultar no surgimento de oportunidades para os profissionais da área. Carvalho relata que, como uma das principais características da metodologia é a multidisciplinaridade, a maioria dos cursos de exatas, como arquitetura e as engenharias, oferece uma base sólida, mas a atuação específica depende de uma especialização. Segundo informações do site especializado em mercado de trabalho Glassdoor, atualmente a faixa salarial do BIM Manager no Brasil varia de R$ 8 mil a R$10 mil.


MAIS SOBRE O BIM


Criado no início dos anos 2000, o BIM é a representação virtual de uma obra. Seu grande diferencial é a quantidade de informações que traz sobre cada detalhe do projeto. Além de permitir uma pré-visualização do resultado final em termos de estética, nele já constam dados sobre acabamento, ventilação, materiais, instalações elétricas e hidráulicas, entre muitos outros. Por isso, o projeto BIM pode ser usado durante toda a vida útil do edifício, desde seu nascimento até sua demolição, passando pelas manutenções pontuais.


"É importante enfatizar que não se trata de um software, mas sim de um modelo de gestão das informações referentes a um determinado projeto, seja de um edifício, um automóvel, uma aeronave, ou até mesmo de uma cidade inteira”, comenta o docente.


Ele afirma que a utilização do BIM tem ganhado cada vez mais força, e com a entrada em vigor da lei brasileira sobre a metodologia na construção civil, a expectativa é que se crie uma nova cultura, que valoriza a execução de projetos com mais produtividade, transparência e custos mais baixos.


Fonte: Centro Universitário Newton Paiva/Assessoria Dezoito Comunicação

V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page