top of page

APARTAMENTOS PARA IDOSOS SÃO ADAPTADOS COM PORTAS MAIS LARGAS

Até 2060, os brasileiros com 60 anos ou mais vão representar 32% da população do país, estima o IBGE


Porta mais larga adaptação
Divulgação: portal Loft

Com o aumento da população idosa e a mudança demográfica, o mercado imobiliário de luxo passou a incluir unidades adaptadas, áreas intensas de convivência e parceria com o setor de saúde, o foco está em idosos com maior potencial de investimento. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2060, os brasileiros com 60 anos ou mais vão representar 32% da população do país.


A construtora ABF Developments atua com empreendimentos de alto padrão voltados para idosos, em Porto Alegre (RS). Um dos projetos é desenvolvido em parceria com a RS Empreendimentos, holding da Unimed (RS).


O projeto é pensado com acessibilidade e inclui portas com larguras maiores do que as convencionais para a passagem de macas, cuidadores e cadeiras de rodas e botão de pânico no banheiro da suíte. A área da piscina também conta com elevador que também pode transportar equipamentos necessários à mobilidade.


Residencial para idosos
Fachada do residencial para idosos Magno Três Figueiras, desenvolvido pela ABF Developments/Divulgação

“Há salão de beleza, piscina adaptada, sala fitness e cinema voltados para pessoas que estão em plena qualidade mental e buscam qualidade de vida”, afirma Lisandra Berlotto de Melo, diretora de operações da ABF. Unidades de 22 m² e 27 m² são alugadas entre R$ 10 mil e R$ 20 mil por mês.


O projeto residencial inclui uma equipe médica formada por geriatras, fisioterapeutas e nutricionistas. O atendimento está disponível 24 horas por dia.


“Este modelo de negócios está consolidado internacionalmente”, diz Geison Tremea, superintendente executivo da Federação Unimed (RS). Nos Estados Unidos há cerca de 33 mil complexos de moradias assistidas, com cuidados em tempo integral.


Segundo pesquisa da agência FleishmanHillard, realizada em 2021, a economia prateada, referência aos cabelos grisalhos, movimenta US$ 7,1 trilhões anualmente, sendo a terceira maior atividade econômica do mundo. No Brasil, os idosos respondem por quase 20% do consumo no país, movimentando R$ 1,6 trilhão por ano e com perspectiva de aumento, ainda conforme a pesquisa.


Fonte: Folha de S.Paulo

Kommentare


V&S Blog.jpg

 Receba notícias atualizadas no seu WhatsApp gratuitamente. 

bottom of page