Buscar
  • Equipe Contramarco

"AKON CITY", CIDADE FUTURISTA DO CANTOR AKON NO SENEGAL, É AVALIADA EM R$ 32 BILHÕES


Foto: Instagram Akon

O cantor Akon planeja desde 2018 a construção de uma cidade futurista próxima de Dakar, capital do Senegal, na África Ocidental. Em agosto de 2020, o artista postou em seu Instagram fotos do design da "Akon City" e de reuniões com o governo, incluindo o presidente de Senegal, Macky Sall. O projeto, avaliado em 6 bilhões de dólares - pouco mais de R$ 32 bilhões -, valor que foi arrecadado por Akon e um grupo de amigos, terá 800 hectares e conclusão prevista para 2030.


O objetivo da cidade é atingir um desenvolvimento futurista e comunitário, com maior independência internacional e, um dos desejos centrais de Akon é acolher afro-americanos que queiram deixar o país devido ao racismo. A cidade será um ponto de suporte tanto para os senegaleses, como também para o mundo afora.


A Akon City será dividida em distritos para que se alcancem os objetivos planejados. Entre eles estão o de entretenimento, voltado para construção de estádios, shoppings, cassinos, resorts, spas; o de residências; outro designado para os negócios e moradores, distrito para a cultura africana; e outro para filmagens, tecnologia, educação e saúde. O cantor deseja que a cidade seja ecologicamente sustentável, utilizando energia solar.


Em entrevista ao portal TMZ, o cantor contou que a primeira parte do projeto vai começar com um grande hospital com 5 mil leitos, que será referência em todo o continente. "O hospital vai custar sozinho cerca de 1 bilhão de dólares e será um dos maiores da África Ocidental. Percebemos que muitas vezes pessoas contraem doenças sérias em alguns lugares da África e têm que voar para a Europa ou para os Estados Unidos para se tratarem, então agora vai ser muito mais fácil, pois elas podem apenar ir até o Senegal em um voo de uma, duas horas", disse Akon em entrevista ao site. A fase um do projeto, prevista para acabar em 2023, também inclui delegacias, aeroporto e corpo de bombeiros, além de condomínios residenciais e fontes de suprimentos.


Desde a divulgação da obra, a cidade foi diversas vezes comparada com Wakanda, cenário fictício do filme Pantera Negra (2018) e Akon confessou que, apesar de ter começado seu planejamento antes do lançamento do longa, se aproveitou das comparações de certa forma. O filme lançou outra visão sobre o país, que antes era somente sobre florestas, pobreza e doenças, mas o longa criou a ideia do que o local pode ser no futuro, afirmou o artista em entrevista ao site TMZ.


Fonte: Correio Braziliense

6 visualizações

Tel: +55 (11) 5539-3200