• anallt

VIDROSOM DEBATE SOLUÇÕES ACÚSTICAS DURANTE A FESQUA


O VidroSom (Seminário de Soluções Acústicas em Vidro), realizado durante a 12ª FESQUA, no São Paulo Expo, apresentou soluções inovadoras e estudos de casos. Destacou também o papel do vidro, da esquadria e os cuidados que devem ser tomados no desenvolvimento de um sistema acústico. O evento reuniu 190 pessoas e consolidou-se como uma das principais ferramentas de informação e troca de conhecimentos entre arquitetos, fabricantes, consultores e profissionais do setor.

Nesta edição, o evento trouxe um palestrante internacional: o grego Yannis Papadiotis, gerente de acessórios para esquadrias da SchlegelGiesse, que chamou a atenção para diversos pontos que devem ser observados na fabricação e instalação das esquadrias. Além disso, destacou cases de sucesso em obras na Europa. Em sua palestra, Roberto Papaiz, presidente da Screenline e do ITEC (Instituto Tecnológico da Construção Civil) destacou aspectos sobre o desempenho, estética, conforto acústico e sustentabilidade da “janela do futuro”.

O gerente de Desenvolvimento de Mercado da CEBRACE, Remy Dufrayer, mostrou como o vidro isola o ruído e as vantagens dos vidros laminados. Citou, como exemplo, o vidro laminado de 11mm de proteção solar Cool Lite Linha S aplicado no Hotel Grand Meliá (RJ); e Luciana Teixeira, também da CEBRACE, detalhou o projeto Habitat e os benefícios do vidro de proteção solar em residências.

A engenheira Michele Gleice da Silva, diretora técnica do ITEC, destacou a importância de fornecer, especificar e utilizar esquadrias e guarda-corpos que atendam aos requisitos da Norma de Desempenho Nº 15.575. Já a arquiteta Carolina Monteiro, doutora em acústica e pesquisadora nas áreas de acústica arquitetônica e ambiental, apresentou as ações desenvolvidas pela Pro Acústica para a elaboração do Mapa de Ruído da cidade de São Paulo.

Por último, Edison Claro de Moraes, diretor da Universidade do Som e idealizador do VidroSom, trouxe novidades do último Inter Noise realizado recentemente em Chicago (EUA). “Vi que a acústica veicular continua sendo a ‘vedete’ por lá”. Além disso, apresentou um vídeo que expõe os graves problemas acústicos enfrentados pelos vizinhos do Allianz Parque (arena do Palmeiras) em dias de jogos de futebol ou de shows. E conclui: “Quando se fala em desempenho de uma janela, o maior problema é do fabricante e não do instalador”.

No encerramento houve um debate entre os palestrantes, coordenado por Fernando Rosa, gerente executivo da AFEAL.

Concurso de Desenho

As alunas Isabelli Souza (6ª série A), da Escola Estadual MMDC; e Karina Rodrigues, da Nova 4E, venceram o Concurso de Desenhos “A Poluição Sonora e a minha vida” e receberam dois notebooks durante o evento. Também foram homenageados Nickolas Corazza Alves e Herbert Custódio da Silva que venceram o mesmo concurso em sua primeira edição, há 10 anos; e os profissionais eng. Nelson Firmino, do Grupo Aluparts, de 86 anos, especialista em esquadrias especiais; e Fernando Passi, diretor da Divinal, pelos relevantes serviços prestados ao setor. Mais uma vez, o evento teve caráter social: o dinheiro arrecadado com as inscrições foi doado para duas entidades: Nova 4E – que atende 160 pessoas especiais na Mooca; e a creche Paula Maria, que cuida 210 crianças carentes, no Cambuci. O VidroSom contou com patrocínio da CEBRACE e realização da Universidade do Som.


22 visualizações

Tel: +55 (11) 5539-3200