Buscar
  • anallt

COMEÇA EM SP OBRAS DO COMPLEXO JÚLIO PRESTES


O governo paulista anunciou o início das obras do Complexo Júlio Prestes em São Paulo (SP), que terá 1.202 apartamentos, a nova sede da Escola de Música Tom Jobim, creche e lojas ao lado da Sala São Paulo — conhecida sala de concertos musicais e sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Em comunicado à imprensa, o governo paulista informa que a obra tem o objetivo de revitalizar a região com o fluxo de moradores dos oito blocos e dos clientes dos comércios que serão instalados no residencial, que terá fachadas ativas. A previsão de conclusão das obras é de 36 meses.

“Já foram mais de meio milhão de casas construídas com investimento do Governo do Estado. Nessas obras de hoje, temos moradia de um, dois ou três quartos, em um prédio que tem mais apartamentos que o Copan. Com isso, vamos trazer de volta as pessoas a morarem no centro expandido”, afirmou o governador paulista Geraldo Alckmin.

PADRÃO CONSTRUTIVO

O projeto arquitetônico, assinado pelo escritório Biselli & Katchborian, integra o Complexo Júlio Prestes com a Sala São Paulo, preservando as características do Centro Histórico da Capital. Segundo o comunicado à imprensa, o residencial terá um padrão construtivo de alta qualidade, com materiais de primeira linha.

“A PPP [Parceria Público-Privada] traz para o Centro um elemento fundamental que faltava para a revitalização: a habitação. A experiência internacional mostra que áreas degradadas só são plenamente recuperadas se as pessoas passam a residir na região. Nos primeiros 18 meses de obra — metade do prazo total —, já haverá entregas parciais. Mesmo nesse momento de crise econômica, conseguimos viabilizar essa obra que integra espaço urbano de qualidade com moradia próxima aos postos de trabalho”, disse o secretário Rodrigo Garcia.

O residencial terá um boulevard em continuidade à rua Santa Ifigênia, com 199 árvores, praça de 5.500m² e 3.900m² de áreas verdes. Além disso, terá a nova sede da Escola de Música do Estado de São Paulo Tom Jobim (EMESP Tom Jobim) — que atualmente funciona em espaço alugado — com salas de aula e auditórios preparados para as necessidades de aprendizado dos cerca de 1.300 estudantes, e creche para 200 crianças, com 13 salas de aula em 1.700m².

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

O comunicado informa, ainda, que serão 1.130 unidades de HIS — habitação de interesse social subsidiada pelo Governo do Estado — para famílias com renda mensal de até R$4.344, com 902 unidades de dois dormitórios, 216 com um dormitório e 12 com três dormitórios.

A menor prestação será de R$239. Além disso, há 72 unidades de habitação de mercado popular (HMP), para famílias com renda entre R$4.344 e R$8.100, que terão dois dormitórios. Cada bloco residencial contará com áreas de lazer internas, além de compartilharem uma quadra esportiva.

O Complexo Júlio Prestes será dividido em quatro edifícios de 17 andares, três prédios de 12 pavimentos e um edifício de 13 andares. O residencial terá 94.600m² de área construída. A previsão é de que 600 operários trabalhem na obra.

68 visualizações

Tel: +55 (11) 5539-3200