Edição nº148 mar/abr 2021

CAPA: PARAFUSOS E FIXADORES IDEAIS PARA A INDÚSTRIA DE ESQUADRIAS

Colaborou: Stephanie Fazio

1 - matéria de capa.jpg
Publicidade:
 

Muitas vezes “escondidos” entre perfis, vidros, acessórios e componentes, eles estão em todo lugar, não somente nas esquadrias e fachadas. São fundamentais para manter a estrutura de uma porta ou janela funcionando adequadamente. 

Há inúmeros elementos de fixação. Todos devem seguir as normas técnicas voltadas para a construção, pois fazem mais do que estabilizar o conjunto de portas e janelas, guarda-corpos e fachadas dos edifícios: garantem também a segurança e a vida útil da obra. Os principais fixadores contam com partes identificáveis (cabeça, fenda, pescoço, rosca e ponta, por exemplo). Em alguns casos, nem todas as partes estão presentes. 

Entre os modelos de uso amplo estão os de cabeça sextavada, os autoatarraxantes, os autobrocantes, os parafusos allen, porcas, arruelas lisas e de pressão, barras roscadas e outros. A lista é múltipla, com modelos de fixadores para as mais diversas indústrias e finalidades. 

Apesar dessa variedade, uma regra vale para todos os tipos: a atenção quanto ao contato com metais, como o alumínio e o aço. Isso porque a proximidade pode gerar uma reação química, fazendo com que um metal comece a corroer o outro. Este processo é chamado de corrosão galvânica ou bimetálica — e pode ser evitado com a utilização de fixadores de aço inox.

Vale lembrar que, atualmente, os parafusos e outros elementos de fixação podem ser produzidos sob medida para cada aplicação na indústria de esquadrias e do vidro. 

Entidades da área do alumínio (Abal, Afeal) e do pvc (Aspec PVC), fabricantes e importadores de elementos de fixação (Boltinox, Garbit, Indufix, Inox-Par, Jomarca, Ludufix) comentam com exclusividade sobre os produtos e as perspectivas do segmento no Brasil.

FISE GIF.gif
twitter.png
Leia a matéria na íntegra na Edição nº148 mar/abr 2021 - solicite seu exemplar
Acesse a edição digital - conteúdo liberado temporariamente