Edição nº149 mai/jun 2021

ENTREVISTA: FLÁVIO VANDERLEI, GERENTE COMERCIAL DA CEBRACE

O VIDRO É ESSENCIAL PARA O CONFORTO TERMOACÚSTICO 

CONTRAMARCO — O mercado reconhece a Cebrace como a maior produtora de vidro float da América do Sul, fruto de uma joint-venture entre dois dos maiores grupos produtores de vidro plano do mundo: a Saint-Gobain (França) e a NSG (Japão). Sabemos, também, que a empresa foi fundada em 14 de maio de 1974 e hoje é líder no mercado brasileiro do segmento de vidro plano. Em linhas gerais, descreva a estrutura atual da empresa no Brasil, em termos de unidades de produção (fábricas) e capacidade de produção.

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — A Cebrace nasceu para trazer tecnologia de ponta, inovação e vidros de qualidade que atendem a demanda e o clima do Brasil. Fomos os pioneiros e temos no DNA a missão de focar no desenvolvimento de soluções de ponta específicas para o clima tropical. Com a tecnologia de dois gigantes do setor vidreiro (Saint-Gobain e NSG/Pilkington), fomos trazendo ao País o que há de mais inovador no mundo e sempre estamos focados nas necessidades dos distribuidores, processadores, arquitetos e demais profissionais do mercado da construção. Hoje temos cinco unidades fabris. Quatro estão no Vale do Paraíba (três em Jacareí e uma em Caçapava), no estado de São Paulo, e uma unidade fabril no sul do Brasil, em Barra Velha (SC). Nossa capacidade produtiva total é de 3.600 toneladas/dia.

2 - Entrevista.jpg

CONTRAMARCO — Quais são as principais linhas de vidros e espelhos fabricados pela empresa? 

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — A Cebrace atende aos mercados automotivo, linha branca, de refrigeração comercial, moveleiro, da construção de obras comerciais, residenciais e de interiores. São muitos tipos de vidros pensados para cada necessidade específica e independente do tamanho ou tipo de instalação. Temos no processo de fabricação a mentalidade de sermos “a marca do vidro”, oferecendo o vidro certo para todos os momentos do dia de uma pessoa ou empresa. Então, para listar todos os tipos de vidros aqui precisaríamos de algumas páginas, por isso recomendamos acessar o site www.cebrace.com.br para conhecer melhor todas as especificações de cada produto. Se for para destacar alguns da nossa linha, eu menciono aqui os vidros de proteção solar da família Cebrace Cool Lite, que bloqueiam a entrada de calor em até 80% sem barrar a entrada de luminosidade e são recomendados para obras comerciais. Para obras residenciais, eu cito os vidros Habitat, de proteção solar para residências com design diferenciado e alto desempenho na redução do calor. Além disso, destaco o Cebrace Extra Clear, produto fabricado com menos óxido de ferro e, por isso, mais transparente que os vidros comuns, sem aquele tom esverdeado na borda. Isso torna esse produto perfeito para projetos que precisam de uma estética mais clean.

CONTRAMARCO — Comente sobre o relacionamento da empresa com seus parceiros, beneficiadores, distribuidores e revendedores, e a penetração dos produtos da marca na indústria de esquadrias no Brasil. 

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — A Cebrace vem construindo com seus clientes e com os profissionais do setor vidreiro uma relação de parceria de muitos anos, onde os vidros e as esquadrias são protagonistas. O setor vidreiro é formado por pessoas que se conhecem e se reúnem em prol dos mesmos objetivos, buscando reafirmar o valor do vidro enquanto material transformador, assim como na busca de priorizar a segurança, desenvolvimento e respeito às normas de aplicação. Tudo isso faz parte de um conjunto de ações realizadas pelo setor vidreiro com participação da Cebrace, que na posição de líder do segmento entende que tem uma responsabilidade no desenvolvimento do mercado e na disseminação de informações sobre o material. Por isso, além de relacionamento e ações junto às associações, a Cebrace fabrica produtos pensados para cada mercado, entendendo que o ramo de esquadrias é um parceiro essencial para o crescimento do vidro no Brasil, assim como do desenvolvimento de soluções cada vez melhores para a arquitetura e para o consumidor final.

CONTRAMARCO — Em sua opinião, os projetos realizados no campo da construção civil brasileira sabem valorizar e aproveitar a presença do vidro nas fachadas? 

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — Cada vez mais as obras arquitetônicas têm a possibilidade de ousar com o uso dos vidros nas fachadas devido ao desenvolvimento da tecnologia do material. Com uma extensa gama de produtos de alta performance, há uma grande versatilidade na aplicação. Isso faz com que os arquitetos  compreendam cada vez mais que o vidro é um aliado do conforto e do bem-estar, e não o contrário. Então percebemos fachadas cada vez mais envidraçadas, focando em maior integração com a natureza, maior entrada de luz natural e também em mais conforto termoacústico. A tecnologia evoluiu muito e hoje o arquiteto pode obter o máximo do design sem abrir mão da eficiência energética.

CONTRAMARCO — Cite duas ou três obras importantes que contam com vidros Cebrace nas fachadas. 

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — Skyglass é uma das obras recentes de maior destaque, é a maior plataforma de vidro do mundo e está no Brasil. Foi recentemente inaugurada em Canela, na Serra Gaúcha e usou 11 toneladas de vidros Cebrace em sua estrutura. Com vidros Cebrace Extra Clear, mais transparentes que o comum, a obra transmite a sensação de flutuar pelo vale, tornando a experiência única para os visitantes do local. A obra tem ganhado destaque dentro e fora do Brasil e foi instalada por um parceiro da Cebrace especializado. Também podemos mencionar aqui o belo edíficio Concordia Tower, em Nova Lima, Minas Gerais, que usou mais de 24.000m² de vidros Cool Lite KNT, garantindo alta performance numa fachada com design incrível. Já para quem é fã de sustentabilidade, vale mencionar aqui o iTower, certificado com o selo Leed Gold pelo GBC.

CONTRAMARCO — As normas técnicas vigentes no Brasil acompanham as tendências dos principais mercados internacionais? 

FLÁVIO ALVES VANDERLEI — O vidro é muito mais que apenas estético e já se consolidou como elemento essencial no conforto termoacústico de edificações, tanto que é um produto que colabora na obtenção de selos verdes, se for especificado corretamente. Os vidros de proteção solar colaboram para a redução do consumo de ar-condicionado e também podem ajudar na redução dos ruídos. Com ambientes mais agradáveis, é necessário gastar menos com ventilação artificial. Então, além de todos os benefícios citados, o vidro de proteção solar ainda gera economia de energia. Vale lembrar que para garantir o conforto térmico e/ou acústico, é necessário considerar todo o sistema: o casamento dos vidros com as esquadrias é preciso ser muito bem avaliado e especificado para que o resultado final seja coerente com o objetivo do projeto. Não adianta um cliente optar por um vidro de alto desempenho mas adquirir esquadrias de baixo padrão. Para um sistema ser eficiente, todas as soluções precisam funcionar bem e juntas, para obter eficiência. Para quem precisa reduzir os ruídos, os vidros laminados ajudam nessa missão, mas há também os insulados, os insulados e laminados, e muitas outras soluções que um profissional especializado pode determinar de acordo com a frequência e intensidade do ruído que se deseja reduzir. Portanto, o resumo é que o vidro é um aliado do conforto, basta entender qual o objetivo do projeto e consultar um profissional especializado para chegar no resultado desejado. 
 

Publicidade:
FISE GIF.gif
twitter.png
Leia a matéria na íntegra na Edição nº149 mai/jun 2021 - solicite seu exemplar
 Acesse a edição digital - conteúdo exclusivo para assinante