Edição nº142 mar/abr 2020

SISTEMAS MINIMALISTAS: TENDÊNCIA?

Colaborou: Stephanie Fazio

Na arquitetura, o conceito minimalista pode ser resumido na célebre frase “menos é mais”, atribuída ao arquiteto Mies van der Rohe (1886-1969) que — ao lado dos arquitetos Charles-Édouard Jeanneret, mais conhecido como “Le Corbusier” (1887-1965), Walter Gropius (1883-1969) e Frank Lloyd Wright (1867-1959) — ajudou a criar um estilo de arquitetura característico do século 20, que valoriza a luminosidade natural e a simplicidade visual da fachada, inicialmente com o uso do aço industrial e do vidro temperado, com espaços abertos e sem obstáculos. 

As portas e janelas minimalistas têm como característica o máximo aproveitamento dos grandes vãos e a mínima vista da presença de perfis e trilhos nas portas e janelas, que devem estar embutidos e ocultos, com o objetivo de viabilizar o maior aproveitamento do espaço, a iluminação solar, sem deixar em segundo plano o isolamento acústico e a estanqueidade. 

Modelo voltado para obras de alto padrão, o sistema minimalista costuma valorizar o imóvel em que estiver instalado.  

Nas entrevistas para esta matéria que a equipe Contramarco realizou com as principais empresas sistemistas e consultores da área, também foram abordados temas como a segurança e a durabilidade dessa tendência. 

A reportagem entrou em contato com executivos da Alumasa, Asa Alumínio, Hydro, Hyspex, Ibrap, Kömmerling, Olga Color, Perfil Alumínio, Salamander, Schüco, Tera Metais, Veka, Vertrauen e Weiku. Especialistas também participam desta reportagem: Crescêncio Petrucci Júnior, Igor Alvim, José Carlos Noronha, e Luis Claudio Viesti.
 

Publicidade:
BANNER FESQUA.gif
 
Leia a matéria na íntegra na Edição nº142 mar/abr 2020 - solicite seu exemplar
 Acesse a edição digital

Tel: +55 (11) 5539-3200