Edição nº138 jul/ago 2019

ENTREVISTA: Osvaldo Maia fala sobre inovação e tecnologia na indústria 4.0
 
O entrevistado desta edição é o engenheiro eletrônico Osvaldo Lahoz Maia, gerente de Inovação e de Tecnologia do Serviço 
Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Contramarco — Relembre (de forma resumida) os principais momentos da “Missão Hannover Messe 2019”, no início de abril último, da qual o Sr. fez parte ao lado de empresários brasileiros.

Osvaldo Lahoz Maia — A “Missão Hannover 2019” aconteceu no último abril com o objetivo de conhecer as tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 e como elas estão hoje difundidas no mundo. Foi uma oportunidade bastante interessante junto com os empresários que nos acompanharam. Nós pudemos verificar como as tecnologias habilitadoras estão sendo empregadas de maneira prática na indústria como um todo. 
 

Contramarco — Comente sobre os possíveis desdobramentos resultantes dessa visita à grande feira alemã de tecnologia e os benefícios para o desenvolvimento da indústria brasileira.

Osvaldo Lahoz Maia — Bem, em termos de desdobramento dessa visita nós temos dois aspectos. O aspecto Senai, que é onde a gente vai usar esses resultados para incrementar a nossa prestação de serviço com as empresas, e também para o ensino profissional dos vários cursos que nós temos, como por exemplo, o curso de Mecatrônica e de Automação. E em relação aos benefícios para a indústria como um todo, nós podemos aplicar essas tecnologias que nós vimos lá na Alemanha de uma maneira muito mais prática e muito mais direta para que os empresários e as empresas tenham aumento de produtividade e não percam o passo da tecnologia mundial.

Contramarco — Dentro desse universo de inovações, como a indústria de esquadrias brasileira poderá incorporar os conceitos da Indústria 4.0 em suas atividades produtivas? 

Osvaldo Lahoz Maia — Bem, falando agora especificamente sobre os possíveis benefícios para a indústria de esquadrias, eu diria que o aumento da produtividade é um ponto bastante importante para criarmos condições para se ter a produção realmente sob controle a qualquer hora do dia. Ter a qualidade da produção baseada em padrões e ter isso através de Analytics [possibilidade de se utilizar dados, análises e raciocínio sistemático para seguir em um processo de tomada de decisão muito mais eficiente, aplicável em diversos negócios] e painéis de controle. Isso realmente ajuda muito quando você tem uma planta industrial. Você reduz muito os custos. Um grande objetivo da Indústria 4.0, além da redução de custos, é a questão da customização dos produtos. Então, a flexibilidade na produção das esquadrias, as tipologias e as peculiaridades de cada cliente poderão ser atendidas de uma melhor maneira quando você usa as tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0. 

 

 
 

Publicidade:
BANNER FESQUA.gif
 
Leia a matéria na íntegra na Edição nº138 jul/ago 2019 - solicite seu exemplar
 Acesse a edição digital conteúdo exclusivo para assinante   

Tel: +55 (11) 5539-3200