Edição nº147 jan/fev 2021

CAPA: SOLUÇÕES PARA FACHADAS DE GRANDES EDIFÍCIOS

Colaborou: Stephanie Fazio

1- Matéria de CAPA.jpg

Reflexivas, coloridas, geométricas, translúcidas, elegantes, clássicas, modernas, minimalistas, sustentáveis, de tamanhos e estilos variados. Estas são algumas entre tantas possibilidades para a resolução arquitetônica de uma fachada.

Ela pode ser somente pintada ou revestida com material cerâmico, granito, vidro, esquadrias e estruturas metálicas, chapas de alumínio composto (acm), madeira ou então de concreto aparente. As soluções encontradas vão até onde a criatividade construtiva permitir. 

A fachada é o “rosto” da edificação — e seu formato muitas vezes interage com o local em que está inserida, marcando ou mesmo impactando a paisagem urbana ao seu redor.

Os sistemas de fachadas disponíveis no mercado recebem várias denominações. Muitas delas enfatizam o uso arquitetônico da dupla esquadria e vidro: unitizadas, stick, structural glazing ou pele de vidro, grid e spider, por exemplo. 

Há, também, a opção de fachada ventilada, que utiliza vários elementos arquitetônicos, incluindo o acm, materiais cerâmicos e porcelanatos, e brises (que protegem o interior de um ambiente da incidência da luz solar), entre outros recursos.

A INFLUÊNCIA DO VIDRO

Elemento cada vez mais presente nos projetos dos escritórios de arquitetura, o vidro recomendado para as fachadas deve ser laminado e/ou temperado ou aramado. Melhor ainda se for do tipo autolimpante, de controle solar e duplo — mas sempre obedecendo o que diz a norma técnica vigente.

Vale lembrar que o vidro é um material que reúne ampla gama de especificações a partir do processo de beneficiamento. 

Se sua instalação for criteriosa, o vidro pode contribuir substancialmente para melhorar o desempenho acústico da esquadria ou fachada, entre outros benefícios para o conforto e bem-estar de quem for habitar a edificação. 

E estes requisitos estão previstos detalhadamente nas normas técnicas vigentes, que vêm passando por atualizações perió-dicas. É importante conhecê-las. 

CURVAS, RETAS E ÂNGULOS DO ACM 

As chapas ou painéis de alumínio composto (acm) vêm ganhando presença destacada nas fachadas por serem de um material que tem leveza, facilidade de conformação e limpeza, valorizando a obra. 

O acm pode ser dobrado ou calandrado, compondo curvas, retas e ângulos. Sua vasta opção de cores e acabamentos (incluindo amadeirados) permite que a aplicação seja adequada a qualquer tipo de projeto arquitetônico contemporâneo ou de retrofit, segmento em que o material conquistou grande espaço por facilitar a renovação externa da edificação e, ao mesmo tempo, preservar as características arquitetônicas originais na obra. 

INFORMAÇÕES DO SETOR

Para esta reportagem especial, a equipe Contramarco entrou em contato por e-mail e por telefone com diversos profissionais, especialistas, empresas que trabalham com vidro e comunicação visual, fabricantes de esquadrias e entidades da indústria para colher informações sobre o tema. Confira na edição impressa. 

Publicidade:
FISE GIF.gif
 
twitter.png
Leia a matéria na íntegra na Edição nº147 jan/fev 2021 - solicite seu exemplar
 Acesse a edição digital - conteúdo exclusivo para assinante