Edição nº127 set/out 2017

MÃO DE OBRA VIDREIRA: Segredos fundamentais sobre o envidraçamento de sacadas
por Gabriel Batista

Hoje compartilho com você informações práticas e essenciais sobre envidraçamento de sacadas, que já há algum tempo está “na moda’’. Por isso, mais do que nunca, quem já trabalha ou pretende trabalhar com esse sistema precisa saber agregar “valor percebido pelo cliente’’ e principalmente evitar problemas comerciais. 

Para contextualizar minha afirmação, começo dizendo que em 2006 o vidraceiro vendia o m² desse sistema por mais de R$1.000,00 — e hoje, 10 anos depois, já encontramos empresas vendendo o m² por R$350,00. 
Afirmo que o sistema de envidraçamento de sacadas ainda é muito lucrativo desde que se consiga visualizar e entender o cenário como um todo. Então, separei algumas questões importantes para jogar mais um pouco de luz sobre esse assunto.

Antes de tudo é preciso conhecer o produto “envidraçamento de sacadas” a fundo, conhecer o seu mercado regional e conhecer os concorrentes que também oferecem esse mesmo produto aí em sua região.

Insumos e popularidade

O fato é que, de um lado temos maior disponibilidade de insumos para construirmos esses envidraçamentos, e de outro lado, o sistema de envidraçamento de sacadas está muito mais popularizado. 
O principal motivo é o de permitir que os moradores de apartamentos transformem as sacadas em áreas úteis durante 24 horas por dia em quaisquer estações do ano, sem perder a finalidade de sacada. O sistema de envidraçamento continuará proporcionando ao ambiente total transparência e uma abertura de até 95% do vão. E tudo isso sem alterar a fachada do prédio. Ou seja, apartamentos que têm esse recurso são mais valorizados — e por isso a demanda ainda é muito grande!

Atraídos por essa tendência, muitos “profissionais’’ começaram a oferecer o sistema sem ter uma preparação técnica adequada para a instalação. Com a falta de conhecimento, muitos acabam se prejudicando, criando problemas para seus clientes, estragando o mercado por não saberem, sequer, precificar o produto e até mesmo sem saber o que estão vendendo. 
Parece impossível, mas não é! 

Conhecer o produto significa em primeiro lugar ter consciência de que, fornecer qualquer envidraçamento não é apenas revender um aglomerado de componentes. Trata-se de fornecer serviços também. 

E esses serviços podem ser chamados de bom atendimento, que precisam ser prestados antes, durante e após a venda.
 

Segurança e qualidade 

Até o ano de 2014, cada empresa montava o seu sistema da sua maneira, sem considerar muitos fatores importantes pelo fato de não existir um documento que fornecesse critérios construtivos confiáveis.

Atualmente, o envidraçamento de sacadas oferece mais segurança aos usuários, principalmente pela criação da norma técnica ABNT NBR 16.259 — disponível desde fevereiro de 2014 — e que estabelece vários critérios de procedimentos que orientam o profissional vidraceiro nesse tipo de envidraçamento. Mas não basta apenas ter consigo as normas técnicas da ABNT, é preciso estudá-las e praticá-las! 

Ainda hoje nos deparamos com profissionais que, por serem muito experientes, acreditam que não é necessário buscar informações atualizadas e estudá-las. Teoria e prática funcionam melhor quando andam juntas! 
O fato de um vidraceiro já trabalhar 20 anos com vidro temperado ou um serralheiro ter longa experiência em esquadrias, não quer dizer que este ou aquele profissional sabe vender e instalar um sistema de envidraçamento de sacadas. 

 
Publicidade:

Tel: +55 (11) 5539-3200